O FAMOSO ALINHAMENTO DE INTERESSES E COMO ISSO IMPACTA VOCÊ DIRETAMENTE!

Falamos na edição anterior sobre perfil de investidor e sua importância frente a basicamente tudo ligado a investimentos. Agora que você conhece o seu perfil, será que estão te oferecendo produtos que estão adequados para você?

Seria maravilhoso se todos nós, no meio do nosso cotidiano caótico, tivéssemos tempo de estudar, conhecer mais sobre os produtos investimentos e as características de cada um no mercado, e tomar uma decisão sobre alocar ou não o capital. Porém, diante de uma rotina pesada onde falta tempo, o que vemos, principalmente do cliente tradicional do banco que mantém conta a anos, são investidores que recorrem a indicação do gerente para fazer suas aplicações.

Nos últimos anos, temos acompanhado o crescimento de corretoras e outras instituições com uma imensidão de produtos para investir. Um verdadeiro supermercado de investimentos! E com isso, outro grupo de profissionais virou destaque: assessores, consultores, especialistas e afins.

Mas será que o que estão indicando pra você está alinhado com seu perfil de investidor e seus objetivos? Será que você está recebendo algo que está ALINHADO COM OS SEUS INTERESSES?

 

ALINHAMENTO X CHOQUE DE INTERESSES

Seria ideal, que seu assessor ou instituição financeira ganhassem a mesma coisa independente do produto que oferecesse, não é mesmo? Assim, o foco estaria exclusivamente no seu benefício. Mas nesse jogo, buscando o lucro, tanto instituição quanto investidor estão lado a lado. O que vale também para prejuízos que ocorram.

No mercado, é comum existir variação no comissionamento dos ativos. O assessor ou gerente que oferta tal produto, pode estar visando a mais alta comissão e isso não se adequa necessariamente ao perfil e carteira do cliente, batendo de frente com os interesses, certamente.

Essa situação tem se permeado de maneira expressiva e comum, e infelizmente para alguns investidores tem gerado a incorrência de prejuízos. Sabemos que maus profissionais existem em qualquer mercado, porém, uma das saídas para não ser pego de surpresa está nas diretrizes da transparência.

Perguntas obvias como garantias, conhecimento de taxas e carências e principalmente nível de risco oferecido podem dar uma boa ideia do que estar sendo oferecido para você.

Fique esperto e foque no seu objetivo!

×